Gestão para restaurantes – como otimizar processos e maximizar lucros?

Organizador de Processos Jurídicos
Organizador de Processos Jurídicos – como aprimorar o seu?​
31 de maio de 2018
Sociedade de Advogados
Sociedade de Advogados – como escolher?
8 de junho de 2018

Gestão para restaurantes – como otimizar processos e maximizar lucros?

Gestão para restaurantes

Você sabia que a gestão para restaurantes pode ser bem mais simples do que parece? Basta seguir a orientação de quem entende do assunto e buscar o sucesso sempre. Veja só! Nós, da Prèzzo, preparamos algumas dicas para lhe ajudar com esse assunto.

Otimizar processos é algo indispensável para qualquer negócio. Para um restaurante, porém, isso se torna ainda mais necessário. Por isso, é importante que o dono desse tipo de negócio se especialize na gestão para restaurantes e adquira todo o apoio e ferramentas necessárias para garantir os melhores resultados. Afinal, tempo é dinheiro. E o que combina mais com essa frase do que a palavra PRODUTIVIDADE?

Provavelmente, não existe nenhum outro elemento que case tão bem com a lucratividade. Ser produtivo é essencial, e a produtividade está diretamente ligada à forma como você conduz os processos dentro de um negócio, independentemente do tipo de negócio que você está administrando.

Como um dono de restaurante, você precisa ter em mente que os seus clientes buscam, acima de tudo, a qualidade. E a qualidade precisa estar presente:

  • Nos serviços prestados;
  • Nos ingredientes utilizados;
  • Nos pratos produzidos;
  • Nos preços.

E, para que isso seja possível, é necessário estar ciente de diversos pontos dentro do restaurante, incluindo:

  • O fluxo de caixa;
  • Seus fornecedores, preços e relação custo x benefício;
  • Quanto você paga de impostos;
  • Demais elementos relacionados ao controle financeiro.

Mas, não é só isso! As finanças representam, sim, uma grande parte da gestão para restaurantes.

Quando falamos em otimizar processos, também precisamos considerar o recurso humano e como são desempenhadas as diversas atividades dentro do negócio, bem como formas de aprimorar o trabalho desenvolvido.

Vamos aprender com algumas dicas simples?

1 – Seja um líder-coach e aprimore a gestão para restaurantes!

Não são poucos os líderes que se julgam totalmente capazes de liderar suas equipes e falham justamente por não haver uma busca constante por melhorias.

O líder convencional, como é conhecido no mercado, é um tipo de pessoa que trabalha com a autoafirmação. “Eu sou um líder/chefe, e meus funcionários devem seguir minhas regras estritamente.” – Acontece que não é bem assim! Ainda que a existência e o cumprimento de regras seja fundamental, o líder-coach trabalha com base em 3 pilares:

  • Formação;
  • Informação;
  • Desenvolvimento.

Para isso, o líder-coach deve possuir uma visão holística do restaurante e buscar aprimorar as atividades dos liderados – colaboradores – a fim de obter os melhores resultados.

Quando o líder trabalha em conjunto com os colaboradores, há um inegável aumento na produtividade e otimização de tempo, tornando a gestão para restaurantes muito mais prática.

2 – Fique atento ao tempo! Os clientes não gostam de esperar, mas quem tem pressa come crú!

Entender como vivemos em uma sociedade imediatista é a chave para compreendermos diversas formas de aprimorar uma estratégia de vendas de um negócio.

Os clientes de um restaurante, por exemplo, têm pressa. Eles querem alimentos preparados o mais rápido possível e com o máximo de qualidade. Contudo, nem sempre é possível reduzir o tempo de produção de algo sem prejudicar a integridade do produto. Com um prato, o mau preparo pode ocasionar perda no sabor, erros com ingredientes e até mesmo consequências graves à saúde.

Por isso, é essencial entender que, ainda que o cliente seja imediatista, cada prato possui um tempo médio de preparo. Definir e esclarecer isso para os clientes, seja no cardápio ou no momento em de recolher o pedido, acaba sendo uma excelente forma de garantir que a clientela esteja a par de como o trabalho é realizado. O mesmo vale para a sua equipe. Quando existe um tempo médio para algo ficar pronto, é criado um processo de disciplina.

Mas, cuidado, é importantíssimo que os prazos sejam cumpridos, SIM! Contudo, quando algo dá errado, não é um pecado informar o seu cliente que houve um contratempo e que o pedido irá demorar um pouco mais do que o esperado. Afinal, você não quer cometer os mesmos erros de redes de fast-food, que constantemente trabalham com prazos e pressão para entregar mais em menos tempo. O resultado? Pedidos errados, ingredientes faltando e outras reclamações por parte da clientela.

Então, é preciso saber equilibrar tudo, a fim de garantir a qualidade do serviço prestado. Caso contrário, a gestão para restaurantes acaba sendo em vão.

3 – Instrua seus colaboradores e garanta que eles trabalhem com um sorriso no rosto!

Quero lhe convidar a se lembrar da infância. Lembra daqueles filmes dos Estúdios Disney, onde qualquer coisa era motivo para dançar e cantar alegremente? Inclusive, me recordo de um específico, o filme “Fantasia”, onde Mickey Mouse é um aprendiz de feiticeiro, e encanta algumas vassouras e outros utensílios para limpar uma sala DANÇANDO!

https://youtu.be/rCAYto7Svwo?t=3m3s

O vídeo acima é propriedade do Walt Disney Studios.

Imagine isso dentro do seu restaurante! Não, eu não falo sobre seus garçons cantarem e dançarem enquanto servem os clientes. Longe disso! Mas quero propor o uso da felicidade como principal ingrediente na hora de atender cada visitante. Oferecer cortesias como gelatinas, doces e outros “agrados” torna os clientes muito mais felizes e maximiza as suas chances de fidelizá-los. Portanto, é algo que você deve tentar! No entanto, a exemplo da rede Johnny Rockets, famosa franquia americana que, inclusive, atua no Brasil, é comum que os garçons e funcionários dancem e cantem durante o expediente de trabalho. Esse tipo de atitude é, sem dúvida, algo muito incomum para os padrões dos restaurantes tupiniquins, e que pode deixar seus clientes muito mais felizes!

E o melhor? Você não precisa ser nenhum aprendiz de feiticeiro, nem usar magia para isso. Basta pensar nos seus clientes de forma verdadeira e garantir um alinhamento 100% preciso para a equipe.

4 – Conte com alguém que entenda suas necessidades

Por fim, volto a dizer que contar com o apoio de profissionais especializados em contabilidade para restaurantes é imprescindível. Não dá para gerir adequadamente um restaurante de forma realmente assertiva quando não há controle sobre as finanças. É fundamental entender quanto dinheiro entra e sai do caixa do estabelecimento, quanto cada prato custa e rende, além de ter projeções reais para evitar surpresas desagradáveis nas suas contas.

Gostou de tudo isso e quer servir sucesso quentinho e fresquinho para seus clientes? Então, é hora de temperar seu negócio com o doce sabor da tranquilidade financeira e prezar pelo seu sucesso.

Nós o ajudaremos! A Prèzzo – Contabilidade para Restaurantesestá aqui para lhe orientar a conquistar esse e outros objetivos que você possui para com o seu negócio. Assim, fica fácil cuidar da gestão de seu restaurante e maximizar os seus lucros, otimizando seus processos e obtendo maior produtividade.

 

Em caso de dúvidas, entre em contato conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1