Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo.

Preferência de Cookies

Contabilidade para Medicos

Como o médico pode economizar no pagamento de impostos?

Escrito por Paulo Oliveira
março 2021 | Leitura: 1 minuto(s).

Como o médico pode economizar no pagamento de impostos?

Toda atividade profissional é passível do pagamento de imposto, portanto não há saída senão enfrentar o leão do imposto de renda todos os meses, seja você um profissional autônomo ou dono de uma empresa. Mas como o médico pode economizar no pagamento de impostos, seja lá qual for sua forma de trabalhar?Será que é mais vantajoso para ele atender seus pacientes como um profissional autônomo ou abrir um CNPJ?

Especialista em contabilidade para médicos, a Prèzzo Contabilidade preparou esse conteúdo para tirar todas as suas dúvidas sobre tributação para médicos. É possível, sim, pagar menos impostos em qualquer atividade, mesmo cumprindo com todas suas obrigações fiscais, atuando dentro da lei. Para isso, é preciso promover um planejamento tributário, feito por um contador experiente e especialista no seu negócio.

Quais modelos o médico pode adotar para atuar profissionalmente?

• Ele pode ser empregado de alguma clínica ou hospital, com registro em carteira de trabalho.

• Pode atuar como um prestador de serviços autônomo.

• Por fim, pode ser um médico pessoa jurídica.

Esta é uma escolha pessoal, pois cada um sabe o que é melhor para si. Quando falamos de tributação para médicos, no entanto, a realidade é que o pagamento de impostos tende a ser muito mais alto se o médico for empregado de uma clínica ou hospital ou, ainda, se for atuar de forma autônoma. Em ambos os casos, pagará 27,5% de imposto de renda, o que é praticamente um terço dos ganhos. Como médico pessoa jurídica, os impostos certamente serão menores, como veremos a seguir.

Quais são os tributos do médico autônomo?

Vamos começar pelo médico autônomo. Ele tem que acertar suas contas com o leão do imposto de renda todos os meses, por meio do carnê leão, caso receba mais do que R$ 1.903,98. Até esse valor, está isento de imposto de renda.

As alíquotas vão crescendo, tornando a mordida ainda maior, à medida em que o médico ganha mais dinheiro:

• Se os ganhos ficarem entre R$ 1.903,99 e R$2.826,65, o imposto é de 7,5%;

• Ganhos de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 tem imposto de 15%;

• De R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68, a alíquota será de 22,5%;

• Mas se o médico ganhar mais de R$ R$ 4.664,68 pagará 27,5% para a Receita Federal.

Como sabemos que em geral os médicos faturam mensalmente acima de RF$ 4,5 mil, o leão morderá quase um terço dos ganhos. É verdade que há parcelas de dedução, mas também há, ainda, 20% de INSS! Ou seja, a tributação para médicos autônomos é pesadíssima.

Aqui vale pontuar que o médico celetista, portanto empregado de uma clínica ou hospital, também é sujeito a mesma tabela.

Tributação para médico pessoa jurídica

O profissional poderá abrir uma microempresa, uma empresa de pequeno porte (EPP) ou mesmo uma empresa de médio porte por meio de uma sociedade de médicos e profissionais de saúde, uma EIRELI (Empresário Individual de Responsabilidade Limitada) ou uma Sociedade Unipessoal Limitada (SLU).

Mas quanto pagaria de impostos? Isso depende do regime de tributação escolhido. O mais dispendioso seria o do lucro presumido, cujos impostos são de 11,33% mais o ISS (Imposto Sobre Serviço), que depende do município. No Rio de Janeiro, cobra-se 5%, o que elevaria o imposto total para 16,33%. Alguns municípios oferecem alíquota de 2%, o que daria 13,33%. Tais valores são bem menores do que os 27,5% do médico autônomo, não? E tem mais: o imposto pode diminuir em 50% se as regras da vigilância sanitária forem observadas e a empresa for enquadrada como serviços hospitalares.

Se o médico pessoa jurídica optar pelo Simples Nacional, poderá se enquadrar no Anexo III e, assim, a tributação será de 6% (faturamento até R$ 180 mil anuais).

Como o médico pode economizar no pagamento de impostos?

Muitas empresas pagam mais imposto por desconhecimento. Uma contabilidade para médicos especializada, experiente e consultiva poderá promover um planejamento tributário e buscar a melhor tributação, dentro da legalidade.

A Prèzzo Contabilidade tem expertise em contabilidade para médicos porque atua há muitos anos neste segmento, atende a inúmeros médicos pessoa jurídica e, assim, conhece muito bem o mercado e a legislação. Conhecemos suas necessidades e anseios e oferecemos uma contabilidade para médicos consultiva, voltada para o resultado.

Se você é médico pessoa jurídica ou autônomo e quer pagar menos impostos, vem conversar conosco!

Postagens relacionadas