Como abrir um consultório – tudo que o médico empreendedor precisa saber!

contabilidade para comercio em sao paulo
Contabilidade para comércio – quais os benefícios que você obterá?
9 de fevereiro de 2018
Comércio eletrônico – oportunidade ou furada?
22 de fevereiro de 2018

Para quem está se formando em qualquer especialização médica, como nutrição, odontologia, medicina e afins, é importante entender como abrir um consultório. Afinal, muitos dos trabalhos relacionados a medicina não operam em grandes hospitais ou centros médicos, e precisam abrir um escritório autônomo, para começarem a trabalhar.

Nem sempre o conhecimento de como abrir um consultório é passado durante o curso médico específico, e normalmente, esse conhecimento é extremamente brando quando passado em curso, não oferecendo ao médico o necessário para ele começar a trabalhar sozinho para conseguir abrir o próprio consultório.

Para médicos que querem os melhores resultados, sem depender de uma empresa, começar a trabalhar em seu próprio consultório pode parecer inicialmente trabalhoso, mas é a melhor, e mais lucrativa opção. Por isso, garanto a você que aprender como abrir um consultório é algo de extrema importância.

Como abrir um consultório

Abrir um consultório é uma missão para muitos médicos que querem atingir o sucesso financeiro, gerenciando o próprio negócio e deixando de depender de empresas para conseguir o seu lugar no mercado de trabalho. Por isso, aprender a abrir um consultório médico é um passo bem importante.

1. Escolha do Local do consultório

A primeira coisa quando se pensa em como abrir um consultório, é pensar onde você deseja abrir ele. O aluguel de salas comerciais é a opção mais comum entre os médicos, principalmente iniciantes.

O preço das consultas e tratamentos é mais que o suficiente para cobrir o aluguel e permite sobrar ainda para investir em ambiente e funcionários para melhorar seu consultório.

Com isso, os médicos conseguem ter um consultório de forma prática, e começar a investir no próprio negócio de forma bem rápida. No entanto, é fundamental, antes, entender que a escolha do local é importante, tanto por localização como permissão em mudanças e composição da sala alugada, como pintar, colocar equipamentos, e afins.

2. Gerenciamento e custos

Custos são uma dificuldade, principalmente para médicos iniciantes, especialmente na hora de estabelecer o custo de atendimento e tratamentos, pois os valores deverão cobrir os custos correntes da abertura e gerenciamento do consultório.

Com a abertura do próprio consultório, haverá então uma série de custos fixos, as despesas como contas de luz, energia, telefone e internet, além de aluguel, e o pagamento de funcionários que você tiver. Com a definição dos custos, você estará fazendo um certeiro planejamento financeiro para seu consultório.

Há também os gastos necessários para todo o equipamento da sua clínica. Nesse caso, é ideal contabilizar todo o valor que será necessário para esses itens que você consiga definir um bom preço dos atendimentos.

Após definir o preço dos atendimentos e tratamentos, você conseguirá então definir os valores necessários para cobrir suas despesas e começar a lucrar. Basta dividir o valor das despesas pelo valor estipulado de consultas.

Assim, você conseguirá equilibrar os valores iniciais para que você consiga encontrar o valor ideal para cobrar em suas consultas, e não ficar apertado em suas despesas, para após terminar de pagar tudo, conseguir finalmente investir mais em seu consultório, e economizar quantias para garantir que conseguirá gerenciar seu consultório também em situações ruins.

3 – Planejamento Tributário

Ter um planejamento tributário é o caminho para pagar os seus tributos da forma correta. Afinal, não adianta começar o seu negócio na área da saúde e conduzir as suas atividades sem entender como você deve pagar os seus impostos. Caso contrário, você pode acabar sendo tributado de forma incorreta, pagando impostos a mais ou a menos, o que traz problemas sérios com o Fisco e com as suas contas!

Conhecer os regimes tributários disponíveis para o seu negócio, suas vantagens e desvantagens, é importante para garantir que todas as opções foram devidamente exploradas. Afinal, seguir uma direção de forma cega é um erro. Para isso, o contador avalia os cenários possíveis e transmite essas informações para o empresário, que toma as decisões de forma

estratégica.

4 – Planejamento Financeiro

O planejamento financeiro é de igual importância. Com ele, uma série de riscos é evitada, garantindo o equilíbrio do consultório e contabilizando as despesas necessárias para o seu funcionamento. Afinal, não dá para trabalhar se preocupando com os desafios financeiros, não é mesmo?

O ideal é ter um bom controle de fluxo de caixa, garantindo que todas as movimentações financeiras nas contas da empresa estejam devidamente registradas,  o que colabora para manter o controle financeiro atualizado e dentro dos parâmetros necessários para garantir o equilíbrio do seu consultório.

Seja diferente, inove, evolua, inscreva-se em nossa newsletter !

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Prèzzo Contábil.

Sucesso e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1